Jornal Aliança

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Finados

E-mail

“Senhor, tende piedade de nós!” é o mais comovente pedido de amparo diante das nossas fraquezas. Comovido diante do desespero humano, o autor desta frase acertou no alvo da volátil condição humana. Nascidos sem solicitar este nascimento, ocorrido em lugar e hora circunstanciais, os viventes carregam ao longo da vida as contradições inerentes ao viver. E depois morrem, sem desejar sua morte. E entre o nascer e o morrer, criam suas fantasias delirantes para melhor suportar os limites da existência.

Os monoteístas elaboraram a doce  teoria da vida eterna, enquanto os existencialistas preferiram salientar o absurdo de viver. Otimistas ou pessimistas, estas filosofias de vida são soluções imaginativas para calar o nosso desespero diante dos enigmas e paradoxos da nossa volátil existência. Mas amparam os viventes em sua longa caminhada. É talvez o que importa: as ideologias temperam a vida com sabores degus-táveis para que seja digerida com certo grau de satisfação. E como os sabores, as filosofias de vida se multiplicaram ao longo da vida civilizada. Civilizada ou primitiva, cada cultura tem suas respostas coletivamente aceitas, que relatam suas origens e seus desti-nos.São estas respostas, vivencia-das em formas de cultos e ritos, que sustentaram as civilizações. Sem distinção entre seus níveis de civilização, cada povo pretende com essas explicações ritualizadas evitar a degradação da vida e proporcionar dignidade aos viventes. Dos mais emotivos xamãs aos mais espiritualizados gurus, a lição é a mesma: os viventes precisam dignificar a existência para vivê-la condignamente.

Finados tem essa função dignificante. Orar por nossos antepassados significa também orar por nós, pois aviva a nossa consciência de que brevemente estaremos lá. Nesse dia, o culto aos mortos é uma demonstração solidária em favor da vida. Ser ela eterna ou não, pouco importa, diante do respeito aos mortos, pois o culto aos mortos indica que a vida é transcendental, mesmo se restrita a apenas esta nossa existência. Ela convida-nos a viver plenamente enquanto tivermos vida. E os mortos continuarão vivos, se os tivermos em nosso coração. “Senhor, tende piedade de nós”

 
Joomla Slide Menu by DART Creations

Conteúdo Exclusivo

Seja um assinante e tenha acesso a este conteúdo! Ligue agora!(15) 3246-3700

Pesquisar no Site:

Você está conectado através do IP: 54.91.48.104