Jornal Aliança

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Cidades Bofete Audiência prova a transparência da administração Pública de Bofete

Audiência prova a transparência da administração Pública de Bofete

E-mail

Uma Audiência Pública realizada no dia 07/11, na Câmara Municipal, comprovou a autenticidade e seriedade dessa Administração.

O evento foi proposto pelo vereador Mauricio Francisco Vieira (Tito), para que o prefeito Claudécio José Eburneo (Torão) pudesse prestar esclarecimento sobre a aplicação dos R$ 5 milhões que vieram do Ministério da Integração Nacional, para reconstruir as pontes e estradas danificadas pelas chuvas do verão de 2009 e 2010.

O prefeito Torão foi acompanhado dos representantes das empresas que prestaram serviços ao município e de sua assessoria jurídica e de obras.  O Sr. Prefeito apresentou aos Srs. Vereadores todas as medidas tomadas na aplicação dos recursos.  Informou que teve três inspeções do Governo Federal, onde não foi encontrada nenhuma irregularidade, inclusive o prazo para a prestação de contas vence em janeiro de 2012.  Pediu para que a Câmara acompanhasse mesmo todo o trabalho de sua gestão, porque não tem nada a esconder, e lembrou o vereador Darci que autorizou fornecer todos os documentos solicitados pelo mesmo para que pudesse fiscalizar.

O vereador Mauricio Francisco Vieira (Tito), comentou sobre sua proposta de fazer uma Audiência Pública, para eliminar de uma vez por todas os rumores de desconfiança dos vereadores de oposição.  “O prefeito Torão não tem nada a esconder de sua administração, portanto, todos devem sair dessa audiência sem dúvidas”, comentou Tito. 

O vereador Darci José de Campos, fez questionamentos sobre os valores das obras, mas não apresentou nenhuma planilha de custos para que pudesse comprovar alguma irregularidade, inclusive os valores apresentados superficialmente estavam incompatíveis com os valores de mercado apresentados pelas empresas que participaram das licitações.  O valor de pedra, por exemplo, de R$ 6 reais o metro, está totalmente defasado, até porque em Bofete as pedreiras existentes estão com problemas de documentos junto á Cetesb e ao DNPM, portanto não podem fornecer para a prefeitura.
A vereadora Ana Lúcia comentou que as desconfianças da oposição são apenas políticas, e que não existem provas quanto a desvio de verbas por parte dessa administração.  “Os vereadores deviam se unir em busca de recursos para Bofete, ao invés de estarem fazendo acusação sem provas”, ressaltou Ana Lucia.

O diretor da empresa Walp, Sr. Waldomiro, ressaltou que sua empresa, vencedora da licitação está devidamente regularizada para prestar serviços a qualquer prefeitura.  Informou aos vereadores que existe um padrão de preços praticado pelo Governo que impede as gestões públicas contratarem serviços com valores acima de mercado. Comentou que as pontes construídas com o método gabião que apresentaram problemas estão sendo reconstruídas sem nenhum custo para a prefeitura.

O vereador Luiz Antonio (Zebra) questionou sobre o valor para construir a ponte do bairro do Óleo.  O Sr. Prefeito respondeu que os valores estão dentro dos padrões determinados pelo Tribunal de Contas da União, e solicitou que o vereador fizesse uma comparação com a obra da ponte do Rio do Peixe, (aproximadamente R$ 4 milhões), sendo assim, percebe-se que os valores praticados pela empresa vencedora da licitação, a Walp, proporcionalmente  foram bem inferiores.

O vereador Carlinhos do Carmo questionou se a ponte do bairro São Marcos será construída pela prefeitura.  O Sr. Prefeito confirmou que sim, e ressaltou que as verbas para as obras já estão contabilizadas, que em breve iniciarão os trabalhos. O vereador J.A. Nicola questionou como está sendo feita a reconstrução das pontes, e se as planilhas apresentadas aos vereadores serão realinhadas. 

O diretor da empresa Walp, Sr. Waldomiro informou que a reconstrução está sendo feita levando em consideração as condições do solo de Bofete, ressaltou que o método gabião utilizado no período de emergência foi para agilizar com rapidez o direito de ir e vir do cidadão bofetense, como não deu certo, as pontes que caíram estão sendo reconstruídas sem nenhum custo para a Administração Pública.  O Engº. Paulo Roberto Neri, contratado pela prefeitura, respondeu que as planilhas poderão ser realinhadas sim, de acordo com as necessidades do município.

Glaucia Bertoncini questionou se no momento de licitação surgiu alguma empresa de Bofete, com a documentação regularizada e com valores inferiores ao da empresa vencedora.  O Sr. Prefeito respondeu que tudo foi feito dentro da Lei para não haver desconfiança, e as três empresas que participaram da licitação apresentaram toda documentação exigida, venceu a que apresentou o melhor preço, ou seja, a Walp.

O diretor do Jornal O Informativo Eudes Martins questionou se o engenheiro da prefeitura não acompanhou as obras das pontes, se a Câmara Municipal tem uma comissão de obras e se acionou a mesma no momento dos trabalhos.  O Engº. concursado da prefeitura, José Augusto, respondeu que mesmo acompanhando não tinha experiência do método gabião.  A presidente da Casa de Leis, Sra. Antonia pimenta (Ray), respondeu que a partir de agora estará mobilizando a comissão de obras para acompanhar as mesmas.  Ray comentou que o Sr. Prefeito devia ter notificado a Câmara sobre a adaptação das planilhas de execução das obras.

O professor Euclides, diretor do Jornal Bofete em Foco, ressaltou a importância da Audiência Pública, alertou sobre os perigos de acusação superficiais que podem atrapalhar o desenvolvimento do município, e questionou se poderá haver aditamento dos recursos do Governo Federal.  O prefeito Torão respondeu que não, e ressaltou mais uma vez que tudo será feito como manda a Lei.

Após a abertura da palavra para todos os presentes, e encerrada as perguntas, a presidente Antonia Pimenta (Ray) encerrou a sessão que marcou a 1ª Audiência Pública realizada pela Casa de Leis de Bofete.

 
Joomla Slide Menu by DART Creations

Conteúdo Exclusivo

Seja um assinante e tenha acesso a este conteúdo! Ligue agora!(15) 3246-3700

Pesquisar no Site:

Você está conectado através do IP: 54.82.29.141