Jornal Aliança

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Colunas O Pensador Sertanejo e Utopias

Sertanejo e Utopias

E-mail

   Os intelectuais teorizam sobre as sociedades futuras, mas na prática elas são construídas com as emoções coletivas. Por essa razão, o futuro não é a projeção das teorias dos teóricos. Algumas dessas utopias não saíram do papel, como a República de Platão ou a Cidade do Sol, escrita por Campanella. Outras têm existências efêmeras, como as comunidades anarquistas da Espanha ou as comunidades hippies. Algumas persistem por mais tempo, como o socialismo na União Soviética. Raras utopias atravessam os séculos, mas estas pertencem ao domínio das crenças no além, e jamais seus fundamentos foram testados aqui no planeta...

   A coletividade recria  as utopias com risos e prantos, tornado o real uma caricatura do ideal. Mistura a cultura conservadora com a cultura de vanguarda e se acomoda a um ecletismo amorfo e delirante.
Assim, a atual música sertaneja é uma mistura do sertanejo de raiz com as baladas dos anos 70. Essa mistura aconchega a população rural que migra para a cidade. O Rock é manifestação da juventude já urbanizada, enquanto a Bossa Nova  e o Jazz são músicas refinadas da classe média intelectualizada.

   Toda esta construção cultural não foi teorizada. Alguns teóricos da música afirmavam que as massas urbanas cantariam Bossa Nova e Rock. Erraram, e ainda não previram a ascensão do eclético sertanejo. Esta ascensão é uma criação coletiva não pensada, mas vivida pelas massas urbanas provenientes do meio rural. O sertanejo é um eco do passado adaptado à modernidade, que facilitou o processo de urbanização do país, iniciado nas décadas de 50 e ainda não concluído. Por essa razão, provavelmente ouviremos sertanejo por mais uma ou duas décadas, pois as mudanças culturais são mais lentas que as mudanças econômicas. Nas indústrias, os operários trabalham com técnicas modernas, mas em casa acreditam em fábulas idênticas ao do Saci-Pererê...

   E futuramente, qual será a musicalidade predominante? Responder sobre o futuro já é criar utopias, que jamais se realizam.


 

 
Joomla Slide Menu by DART Creations

Conteúdo Exclusivo

Seja um assinante e tenha acesso a este conteúdo! Ligue agora!(15) 3246-3700

Pesquisar no Site:

Você está conectado através do IP: 54.90.217.44