Jornal Aliança

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Cidades Boituva Paraquedista sofre acidente durante voo em Boituva

Paraquedista sofre acidente durante voo em Boituva

E-mail

   Carlos Santa Foz permanece internado da UTI

   Um paraquedista se acidentou por volta das 14h de quarta-feira (6) em Boituva durante o pouso. Carlos Santa Foz, 29 anos bateu em um alambrado perto do Centro Nacional de Paraquedismo (CNP), local onde realizou o salto. O esportista informou ao Corpo de Bombeiros, que detectou um problema durante o pouso.
   Ele foi levado ao hospital da cidade e encaminhado para o Hospital São Camilo em Itu (SP). De acordo com o Corpo de Bombeiros, Foz estava consciente, mas seu estado é considerado grave. Ele sofreu fraturas nas duas pernas.
   A vítima, que já havia feito mais de 70 saltos sozinho, foi levado ao hospital municipal e transferido para UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital São Camilo na cidade de Itu (SP) em estado grave com fraturas nas duas pernas.
   Até a data de fechamento desta edição o esportista permanecia internado em estado grave na UTI e, segundo o boletim médico, o paciente encontra-se entubado.
   Pular de um avião com um paraquedas é garantia de ter adrenalina correndo pelas veias. Contudo, o paraquedismo é uma atividade potencialmente perigosa. Muita coisa pode dar errado. Para ter certeza de que a sua experiência vai dar certo, é preciso algumas precauções, antes de dar o grande salto. No ano passado, duas pessoas morreram e três ficaram feridas em acidentes da modalidade em Boituva (SP). Em junho, Cláudio Knippel, 45 anos bateu em outro paraquedista em queda livre, não conseguiu acionar o equipamento e morreu na hora. Em agosto, um aluno do centro não conseguiu controlar o paraquedas para o pouso, e morreu ao bater no chão. No mesmo mês, o empresário Francisco Simões Guarnieri teve fratura exposta na perna esquerda. E em setembro outros dois paraquedistas acidentaram-se. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, as vítimas foram surpreendidas por uma corrente de vento que os desestabilizaram após terem acionado o paraquedas. Um dos paraquedistas, Rodolfo Vilela Alves, caiu sobre a rede elétrica e sofreu uma descarga ocasionando queimaduras de segundo grau nas pernas. Rodolfo foi socorrido e levado consciente ao hospital municipal. A outra vítima, que não foi identificada, caiu no quintal de uma residência, mas não sofreu ferimentos e negou atendimento médico.

 
Joomla Slide Menu by DART Creations

Conteúdo Exclusivo

Seja um assinante e tenha acesso a este conteúdo! Ligue agora!(15) 3246-3700

Pesquisar no Site:

Você está conectado através do IP: 54.82.57.154